Ranking do google: como chegar ao topo?

https://www.plotcontent.com/wp-content/uploads/2014/08/goo.jpg
Como chegar ao topo do ranking do google

Se é responsável pela gestão de um site pode ser frustrante saber que, embora tenha bons conteúdos, não está a conseguir gerar o tráfego desejado como vê acontecer com outras marcas de maior dimensão. O que pode ser feito para que um site de pequena dimensão melhore a sua posição nos rankings do google e consiga vencer a corrida no momento da pesquisa?

Matt Cutts, reconhecido engenheiro informático da Google, discutiu recentemente este tópico num fórum partindo da premissa que a dimensão dos sites, contrariamente ao que muitos pensam, não é um factor decisivo para ocupar as melhores posições nos motores de busca.

Site pequenos podem vencer no ranking do Google

Sites pequenos podem ser actualizados mais rapidamente e alcançar posições superiores às dos sites maiores que provavelmente, pela sua complexidade, não são actualizados com tanta regularidade. Cutts diz que os sites que são agéis, dinâmicos e que têm uma rápida capacidade de resposta às mudanças de contexto, conseguindo inovar em tempo útil, podem igualmente ter um espaço privilegiado nos resultados de pesquisa do Google. E a dimensão pouco interfere nestes casos.

“A questão importante não é que os sites mais modestos e com um conteúdo superior consigam ultrapassar os sites com maior volume de informação. É sim perceber como é que os sites mais pequenos muitas vezes se tornam os maiores”. A forma como o fazem pode ser uma boa lição de gestão da informação e de como criar uma estratégia digital eficaz.

Como o Facebook ultrapassou o MySpace

O que fez o Facebook ultrapassar o MySpace como ferramenta de social media ou o Google ultrapassar o AltaVista como motor de busca? Matt Cutts acredita que estas marcas fizeram nos seus sites um trabalho mais inteligente do que os concorrentes a partir do momento em que se focaram na user experience (UX) e investiram numa proposta de valor acrescentado para os utilizadores. E esta proposta concretiza-se em desenvolver uma determinada área de actuação de forma mais eficiente que os concorrentes. A longo-prazo esta especialização é percebida pelos consumidores como uma performance de desempenho superior.

“Comece por concentrar-se num tópico de uma área específica, num nicho de cada vez, e certifique-se que o explora mesmo, mesmo, bem.”, diz Cutts. “Só depois de ser especialista nesse tópico pode começar gradualmente a expandir para outras áreas e tornar-se cada vez maior”. Em vez de tentar agarrar as posições dos maiores concorrentes,  seja a referência na área que escolher, sempre focado no objectivo de, eventualmente, se tornar o melhor dessa área.

Ganha quem se posicionar no nicho

O mesmo pensamento é aplicado para a criação de conteúdos de qualidade: torne-se especialista num nicho específico e rapidamente será reconhecido como a referência e fonte de informação mais respeitada dentro dessa temática. Assim  que tiver conquistado um lugar de destaque nesse domínio, poderá alocar esforços para outro tema e assim sucessivamente. Como um puzzle cujas peças começam a formar um todo mais significativo e que faz sentido aos olhos de quem está interessado em jogar. Quando der por isso, terá tanto volume de conteúdos como os maiores sites com quem quer competir. E com a vantagem que esse conteúdo é relevante, direccionado e terá já qualidade reconhecida pelo público.

SEO para reforçar conteúdos

A estes conteúdos associe também o domínio das ferramentas de SEO. São estas que vão guiar o planeamento de produção de cada peça de comunicação permitindo que cada esforço seja justificado pelos interesses do consumidor e pela conquista dos lugares cimeiros dos motores de busca. Sem esta optimização os conteúdos mais relevantes podem não estar a chegar ao público certo ou até a público nenhum.

Se olharmos para a história percebemos que “evolução” é a palavra de ordem.  Pequenas melhorias de performance podem trazer grandes vantagens competitivas e ser decisivo no site que o utilizador prefere visitar ou na aplicação que escolhe descarregar. As pequenas marcas conseguem ter um desempenho no Google tão bom como os grandes. É apenas uma questão de ter um plano e fazer um bom trabalho a desenvolvê-lo.

Veja estas e outras considerações de Matt Cuts no seu blog.

Se quiser saber mais sobre a Plot fale connosco ou veja alguns dos nossos projectos no nosso portfólio. Somos especialistas no planeamento estratégico e produção de conteúdos que permitem tornar o site de uma marca como a sua, um espaço de referência para o consumidor.


Subscreva já
The Plot Thickens
Para ter acesso exclusivo aos melhores conteúdos de content marketing, só tem que preencher estes dois campos.
*Odiamos spam e não partilhamos os seus dados com ninguém
Marque já um
Pequeno-almoço
Somos famosos pelos nossos pequenos-almoços. Deixe o seu nome e e-mail e nós entraremos em contacto consigo para lhe perguntar sobre que temas quer falar.
Na Plot não há spam nem partilha de dados com ninguém.
Venha conhecer a
nossa agência
Marcamos uma hora para lhe apresentar a nossa fantástica equipa editorial, os nossos designers, os especialistas em digital e em content marketing.
Na Plot não há spam nem partilha de dados com ninguém.